Por Leonard Sousa

Os Benefícios da TV Digital para Acessibilidade

Publicado segunda-feira, outubro 23, 2017

Você já parou para pensar que a Acessibilidade caminha de mãos dadas com a tecnologia? Como assim? O que tem a ver acessibilidade com a tecnologia? Pode parecer esquisita a relação desses dois termos que estão tão em evidência nos dias de hoje. Embora pareça estranho, eu gostaria de convidá-lo a entender um pouco mais sobre isso. Nos acompanhe até o fim dessa leitura.

Descrição da imagem: Fotografia colorida retangular. Uma pessoa segura um controle remoto e aponta para uma TV de imagem colorida de frente pra nós. | Foto: Reprodução/Internet

É inegável que nos últimos anos a tecnologia tem provocado grandes transformações em nossas vidas, trazendo consigo muitos benefícios para todos. Se analisarmos  ao nosso redor veremos que a tecnologia está presente em tudo: no nosso trabalho, em casa, na escola, na rua, etc. O que começou de uma forma primitiva, hoje tomou proporções que são capazes de beneficiar toda uma sociedade.

Essa evolução tecnológica também trouxe muitos benefícios para as pessoas com deficiência. Primeiramente, fez com que estas pudessem acessar conteúdos que antes levariam vários meses ou anos para conseguir visualizar. Possibilitou ainda que estas pessoas entrassem no mercado de trabalho mais facilmente.

Destaco também o desenvolvimento de dispositivos acessíveis, tais como relógios e calculadoras falantes, aparelhos auditivos, bengalas, cadeira de rodas motorizadas e os softwares leitores de telas – programas que possibilitam a utilização de computadores, smartphones  e mais recentemente nas Smart TVs com autonomia –, entre outros.

Cabe ressaltar que os avanços obtidos por meio do desenvolvimento desse tipo de  software trouxe uma série de benefícios para nós, pessoas com deficiência, nos colocando em pé de igualdade com o público sem deficiência em muitas situações. É bem verdade que para as smart TVs o processo ainda é incipiente, ou seja, nem todas as smart TVs do mercado que possuem um software leitor de tela de fábrica funcionam satisfatoriamente.

Entre as TVs que possuem este recurso, as que considero mais avançadas são as TVs mais recentes da Samsung (fabricadas após 2015) por possuir um funcionamento mais aprimorado nos menus e por se mostrar menos suscetíveis a erros ou travamentos.

Um outro benefício para as pessoas com deficiência, após a chegada da TV digital, é a possibilidade de ter acesso à grade de programação dos canais abertos fazendo uso dos recursos de acessibilidade comunicacional, isto é, closed caption e áudio-descrição.

O primeiro recurso já é mais conhecido e os controles remotos trazem um botão para habilitá-lo. Já para ter acesso à áudio-descrição, ainda não existe um padrão definido pelos principais fabricantes de como se faz para configurar o recurso.

Neste momento, o que se pode dar como dica para localizar a AD nas Smart TVs é: localize no menu principal a opção de alteração do idioma do áudio. Geralmente as opções são: Português, inglês e uma terceira opção, que corresponde exatamente à áudio-descrição, mas não vem com este nome, uma vez que também não se tem um padrão para nomear corretamente o recurso. Alguns chamam de “Portugues2” outros nomeam como “Inglês2”.

Aqui é importante ressaltar um ponto: este recurso só está disponível nos canais abertos e em programações específicas. Já para as TVs por assinatura, isto é, os canais fechados, ainda dependemos da boa vontade de que estas liberem o acesso aos recursos supracitados.

Infelizmente a quantidade de opções que temos para assistir TV com autonomia está muito abaixo do recomendável. Geralmente a justificativa está associada aos custos para a contratação destes serviços, alegando que são muito elevados. Agora imagine você que uma pessoa cega está assistindo a um filme, por exemplo, e ao chegar na última cena só ouvimos a trilha sonora e o desenrolar da cena só tem acesso as pessoas que enxergam…  Eu te pergunto: como nós, pessoas cegas ou com baixa visão, vamos saber o que ocorreu? Bem, você pode dizer o seguinte: “Ah, é só pedir pra um colega descrever a cena”.  Mas… E você que enxerga precisa de um colega para isso? Pense um pouco… Constrangedor, não é mesmo?

Entretanto, ainda que exista um longo caminho até que estes recursos cheguem ao conhecimento da sociedade e o seu uso seja mais explorado efetivamente, não podemos nos esquecer de que a tecnologia é sim, uma forte aliada da acessibilidade. Alternativas existem, só precisam ser melhor investigadas e aplicadas. Pode parecer meio clichê, mas é sempre bom lembrar: “Nada sobre nós, sem nós.”

E aí, Gostou do texto? Ficou com alguma dúvida? Se interessou pelo assunto abordado? Conta pra gente. O nosso objetivo é tornar este tema conhecido pelo maior número de pessoas. Você pode nos visitar em: entrelinhas.com ou através das redes sociais: facebook.com/entrelinhasca ou instagram.com/entrelinhasca

Até a próxima!